Periodicidade: Diária - Director: Armando Alves - 16/07/2019.
 
 
CORRIDA DE DIA 9 NA FEIRA DE SEVILHA
CORRIDA DE DIA 9 NA FEIRA DE SEVILHA
11 de Maio de 2019


A presente obra está protegida ao abrigo do Código do Direito de Autor e dos Direitos Conexos.
A utilização não autorizada pode configurar a prática de um crime de usurpação ou contrafação (arto.s 195o e
196o do CDADC) para além de incorrer em irresponsabilidade civil conducente a um pedido de
indemnização.
© 2018, Armando Alves



El Cid / Miguel Angel Perera / Paco Urena

Imagens da corrida de dia 9 de Maio na Real Maestranza de Sevilla, onde os toureiros "El Cid", Miguel Ángel Perera e Paco Ureña lidaram toiros da ganadaria Santiago Domecq. Miguel Ángel Perera foi o triunfador, com uma belíssima faena ao segundo toiro da tarde, para a qual o público pediu duas orelhas, concedendo o presidente apenas uma.

A tarde começa com "El Cid", lidando um toiro que saiu solto e desconcentrado do cavalo. Começou a lide obrigando-o pouco, melhorando nas séries seguintes com muletazos mais redondos que lhe valeram música. Após um primeiro pinchazo, matou à segunda tentativa.
Despediu-se da feira brindando a sua segunda lide ao público, com um toiro difícil, que se metia por dentro, e o deixou desarmado após uns muletazos pela esquerda. Um toiro que apesar de difícil se empenhava, permitindo ao toureiro bons naturales. Matou de estocada e recebeu silêncio do público.
Miguel Ángel Perera começa a sua primeira lide com medias e chicuelinas, destacando-se no tercio de bandarilhas o bandarilheiro Curro Javier, pela colocação de um incrível par, que lhe permitiu tirar a montera e saudar o público. Perera começou a sua faena de joelhos a aguentar vários toques do toiro, seguindo com muletazos baixos e redondos pela direita. É desarmado numa série de muletazos pela esquerda, recuperando com um final de lide vibrante. Mata de estocada e corta a única orelha da tarde ao seu primeiro toiro, com o público a pedir uma segunda que não lhe foi concedida.
Inicia a sua segunda lide ao quinto toiro da tarde, com um emocionante quite por tafalleras, após o qual volta a desmonterarse Curro Javier por brilhar com as bandarilhas. Perera começou a faena com muletazos altos sem se mexer, com o toiro a dificultar a lide por ambos os lados. Recebe uma ovação após matar o toiro à primeira
Paco Ureña começa a terceira lide da tarde com um toiro pouco emocionante, difícil na direita. Quando tenta por naturales leva uma voltereta, felizmente sem consequências. Levanta-se insistindo com naturales, num toiro que pouco se empenhou, recebendo uma ovação após matar.
Brindou a sua segunda lide a "El Cid", novamente sem sorte, começando outra lide com um toiro que pouco se empenhava. Consegue uma boa série de muletazos com a direita e alguns naturales emocionantes, terminando outra faena pouco vibrante por falta de colaboração do toiro. Matou à segunda tentativa, com silêncio do público.